Mais 1200 profissionais da Educação Infantil devem ser testados neste domingo (30).

Mais 1200 profissionais da Educação Infantil devem ser testados neste domingo (30).

Agosto 30, 2020 0 Por Simone Gomes

Auxiliares de sala e professores passam por processo de testagem para o coronavírus para o retorno das atividades presenciais na terça-feira (1º)

A testagem para o coronavírus em profissionais da Educação Infantil teve continuidade neste domingo (30), no bairro Cocó. A expectativa é de que 1200 profissionais do segmento sejam testados até 17h. No primeiro dia do processo, ontem (29), cerca de 1200 testes foram realizados. O serviço também é oferecido na modalidade drive-thru.  

Neste fim de semana, são testados auxiliares de sala e professores do segmento da rede privada para o retorno das atividades presenciais com capacidade máxima de 30% a partir da próxima terça-feira (1º), autorizado pelo Governo do Estado do Ceará na última sexta-feira (28). A testagem faz parte do protocolo sanitário para a retomada, cada escola deve ter um representante encarregado de fazer os testes.  

Os profissionais atendidos tiveram de realizar um cadastro para o atendimento, o que, de acordo com Felipe Melo, auxiliar de secretaria que aguardava atendimento, torna o processo mais organizado. “O cadastro ajuda, mas acho que poderiam organizar de outra forma para evitar aglomerações, separado por regional, por escola, alguma forma que fossem mais pontos pra também facilitar o acesso”, pontua. 

A professora Veridiana da Silva Araújo também foi ao local para fazer o teste e aponta a importância de seguir o protocolo. “Muitas pessoas disseram que o teste é desconfortável, mas foi tranquilo e é importante para que a gente possa retornar em segurança, já que esse vírus é muito preocupante”, afirma.  

Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) forneceu os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o material necessário para a realização dos exames, além de capacitar os profissionais que fazem a coleta. O teste feito é o molecular, ou RT-PCR, como é conhecido.  

O diretor geral do Colégio Master, Nazareno Oliveira, acompanhava o processo e garantiu que a instituição está realizando todos os protocolos sanitários e as determinações da Organização Mundial da Saúde para a retomada.

“Nós estamos preocupados e seguindo à risca todas as orientações. O ensino vai ser na modalidade híbrida e deve prolongar até o fim do ano. Estávamos preparados para isso, pois achávamos que o retorno ia ser no dia 20 de julho. Temos uma equipe de profissionais acompanhando todo o passo a passo”, diz.  

Fonte: Diário do Nordeste.